sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Museu a Céu Aberto de Goreme, Capadócia, Turquia

I. - A região da Capadócia



A Capadócia é uma região histórica da Turquia, situada na Anatólia Central. Essa área abrigava o cruzamento de rotas comerciais entre a região oriental e as cidades litorâneas de Izmir, Pamukale e Éfeso. Essa rota, nos tempos antigos, era utilizada pelos mercadores para comercializar produtos e especiarias do oriente, e em seguida revender para a Europa. O porto utilizado era o de Èfeso,  e através do Mar Egeu e Mar Mediterrâneo, as mercadorias seguiam para a Grécia, Itália, ...,. Outra rota possível era atravessar o Bósforo e, adentrando pela Bulgária, chegar a Romênia, Áustria e Alemanha.


Vista panorâmica de Goreme, foto de HistoriacomGosto

II. - Goreme


Milhares de anos atrás, quando ainda existia na área vulcão ativo (Ercyes), a lava de suas erupções cobria um área de 20.000 Km2. A erosão provocada pelos fortes ventos e fluxo de líquidos, esculpiram na pedra macia os pilares que formaram as chaminés (fairy chimneys). 



História



O povoamento mais intenso da área iniciou-se nos séculos III e IV, quando São Basílio de Cesareia ajudou a estabelecer as primeiras comunidades eremitas. Imitando os hábitos locais de aproveitar as grutas naturais e a facilidade de escavar grutas artificiais na rocha macia, eles construíram as suas celas nas encostas.

No século IV, a Capadócia ficou conhecida como a terra dos três santos: São Basílio, bispo de Kayseri, seu irmão Gregório de Nissa, e São Gregório de Nazianus. 



Os cristãos que chegaram depois, fugindo das perseguições dos árabes,  começaram a chamar o lugar  de "Gor emi" que significava "Você não pode ver este lugar".



No período iconoclasta, entre 725 e 842, a decoração dos santuários era mínima, limitando-se a alguns símbolos, como a cruz. Em alguns lugares há indícios de que decorações anteriores foram destruídas. 



Após o fim desse período e até ao século XIII inclusive, a maior parte das igrejas foram modificadas e outras foram construídas, frequentemente com ricas decorações de afrescos multicolores. A invasão dos turcos seljúcidas no final do século XI, pouco afetou a vida monástica  que continuou a prosperar até ao século XIII. Somente no século XVIII é que foram abandonados os últimos mosteiros trogloditas (escavados na pedra).




Vista geral de Goreme, foto de Anton Kudelin em Shutterstock.com


O vale de Goreme reúne a maior concentração de capelas e mosteiros escavados na rocha de toda a Capadócia. As 30 ou mais igrejas do vale datam do século IX em diante e foram construídas com tufa vulcânica macia. Muitas delas apresentam magníficos afrescos que retratam cenas do Velho e Novo Testamento, especificamente a vida de Cristo e a obra dos Santos. A importância cultural do vale foi reconhecida pelo governo turco que restaurou e preservou várias cavernas para criar o museu a céu aberto de Goreme. A UNESCO decretou o vale de Goreme como "Patrimônio da Humanidade".

Na região em torno de Goreme temos várias outras pequenas cidades / vilarejos como Urgup, Nevesehir, ...,. No total havia em torno de 400 igrejas na região, que foi um importante centro do cristianismo.



III. - Museu a Céu Aberto


O Museu a Céu Aberto de Goreme é um complexo de 10 mosteiros / igrejas situados lado a lado em uma área delimitada que fica a cerca de 1,5 Km do centro da vila de Goreme. A ida é um passeio que dura cerca de 15 min andando do centro até lá. 

Os mosteiros / igrejas de Goreme são os lugares onde a educação religiosa foi iniciada. 




A maioria das Igrejas do parque são dos séculos X, XI, e XII. As maiores e mais bem conservadas são as Igrejas de Tokali, Karalink e Çarikli.


Igreja de Tokali




Construída no início do século X sobre uma igreja mais antiga, mas posteriormente renovada diversas vezes, a Tokalı Kilise (igreja da fivela) é a maior, mais bem conservada, e, para muitos, a igreja mais fascinante de Göreme, tanto pela originalidade da sua planta, como pelos afrescos. Foi completamente restaurada durante a década de 1980.



É comum falar-se em duas partes distintas da igreja, as quais, embora ambas datadas do século X, são denominadas "igreja velha" e "igreja nova".  A primeira tinha apenas uma nave com uma abóbada de berço, cuja abside foi demolida quando a "igreja nova" foi acrescentada no fim do século X ou início do século XI. A "igreja velha" é praticamente o átrio da "igreja nova", a qual apresenta uma decoração arquitetônica de arcos de estilo oriental e uma série de arcadas.




Os afrescos da igreja velha, datados da segunda década do século X, são exemplos clássicos da pintura arcaica da Capadócia, que representam o retorno às formas usadas nos melhores trabalhos dos séculos IV, V e VI, anteriores ao período iconoclasta. O estilo é linear, mas à semelhança dos mosaicos da Basílica de Santa Sofia de Istambul, as faces são modeladas usando sombras e diferentes intensidades de cor.  As pinturas representam cenas do Novo Testamento e os retratos de alguns santos. A cores são pálidas, dominando os vermelhos e verdes. 






Igreja de Tokali, foto de Georges Jansoone JoJan em wikimedia commons





Os afrescos da "igreja nova" são igualmente do século X, mas mais tardios, talvez mesmo do início do século XI, e o seu estilo é igualmente arcaico.  O fundo é em tons de azul, obtidos a partir de índigo e lápis-lazúli. A nave central tem um afresco do século IX de estilo "provinciano". 


Igreja de Karanlik




Karanlık Kilise (ou a Igreja das Trevas) foi um composto monástico construído no século 11. É uma igreja abobadada com uma abside principal, dois ábsides pequenos e quatro colunas. Foi decorado com cenas do Novo Testamento: Cristo Pantocrator , Natividade, Adoração dos Magos, Primeiro Banho, Última Ceia, Traição de Judas, Crucificação, Anastase.



Complexo Monástico de Karanlik, foto de HistoriacomGosto





Após a invasão turca foi usado como pombal até a década de 1950. Após 14 anos de limpeza de excremento de pombos nas paredes, esses afrescos recém-restaurados, retratando cenas do Novo Testamento , são os melhores preservados em toda a Capadócia e um bom exemplo da arte bizantina do século XI . Parte do  vestíbulo, no entanto, colapsou abrindo parte do telhado da igreja para o céu. Isso causou danos ao afresco com a ascensão de Cristo e a Bênção dos santos, enquanto as outras cenas  permanecem parcialmente intactas. O nome da igreja, é devido ao fato de que toda a entrada de luz no recinto vinha possivelmente de uma janela muito pequena,  que só permitia uma quantidade muito pequena de luz.




Cristo Pantocrator, Igreja de karanlik, foto de Firdes Sayilan









Igreja de Yilanli (snake church)



foto de  Firdes Sayilan em Shutterstock.com
Yılanlı Kilise (a Igreja da Serpente) é uma simples igreja abobadada com um teto baixo e uma nave longa. É dedicada aos santos Theodore e St George que são mostrados em um afresco na igreja matando o dragão (ou a cobra como retratado). A igreja também tem um afresco do imperador Constantino e sua mãe, Santa Helena. A lenda diz que ela descobriu a cruz sobre a qual Jesus foi crucificado depois de vê-lo em um sonho, e que um pedaço da cruz ainda está enterrado nas fundações da Hagia Sophia em Istambul . Outras seções da cruz estão na Igreja do Santo Sepulcro e em São Pedro em Roma. Outro afresco interessante é o de Saint Onuphrius na parede superior à direita da entrada. O santo viveu a vida de um eremita no deserto egípcio perto de Tebas, no Egito, e geralmente é retratado com uma longa barba cinzenta e usando apenas uma folha de figueira.




Çarilkli church
foto Wikipedia


Çarıklı Kilise (a Igreja com Sandálias):
O nome vem das duas pegadas no fundo do afresco da Ascensão na entrada da igreja. Esse afresco é dito ser uma cópia exata daquele contido na Igreja da Ascensão em Jerusalém. A igreja é cortada na mesma rocha que a Karanlik Kilise. As próprias pegadas, têm muitas lendas inconfundíveis ligadas a elas. A igreja é esculpida em um plano transversal com caixas de cruzamento. Os afrescos da igreja, que datam do século 13, contêm os quatro Evangelistas, a Natividade e a Crucificação, o Batismo, a Adoração dos Magos e outros temas do Novo Testamento.


foto de  akturer em shutterstock.com

Igreja de Santa Bárbara


Bárbara foi uma santa mártir grega que foi presa por seu pai para protegê-la das influências do cristianismo. Bárbara, no entanto, encontrou uma maneira de praticar sua fé e seu pai a torturou e a matou.



Erigida no final do século 11, a igreja foi possivelmente construída como uma homenagem a  santa-mártir. A arquitetura da igreja é semelhante à Igreja Carikli. A parte interior está na forma de uma cruz e há uma cúpula no meio. Cristo foi pintado em seu trono na cúpula e a cor vermelha natural foi aplicada à rocha. Nas paredes norte da igreja, São Jorge e São Teodoro foram pintados lutando com seus cavalos contra um dragão.


Igreja de Santa Bárbara, foto de HistoriacomGosto


Igreja de Elmah (apple church)


A Igreja de Elmah é uma pequena igreja de caverna. Foi construída por volta de 1050 e tem esculpido em quatro pilares irregulares o sinal de uma cruz grega com estes pilares apoiando sua cúpula central. A restauração na igreja foi concluída em 1991, mas os trabalhos com os afrescos continuam a surpreender, revelando uma camada de pinturas anteriores por baixo. As pinturas da igreja retratam cenas dos santos, bispos e mártires. E à direita do altar, uma Última Ceia com o peixe simbólico (as letras da palavra peixe em grego, ΙΧΘΥΣ , representam "Jesus Cristo, Filho de Deus, o Salvador"). Acredita-se que o nome da igreja se refere a um orbe avermelhado na mão esquerda do Arcanjo Miguel na cúpula da abside principal, ou talvez a uma macieira que cresceu na vizinhança.



Igreja de Elmah, foto de  natalia_maroz em shutterstock.com



Mosteiro de Kizlar


Os monges viviam nessa edificação. É provável que eles lançassem escadas de cordas para subir e descer dos pontos mais altos. 


Foi esculpido com seis andares em um bloco de rocha alta na frente do portão de entrada do museu. Há uma praça de alimentação, salas, uma capela em ruínas e uma pequena igreja no seu interior. Hoje, apenas a praça de alimentação no andar da entrada, a cozinha, e alguns quartos podem ser visitados. Há uma pequena capela no segundo andar, e uma igreja que, segundo indicado,foi construída no ano de 1055. Há uma descrição de Jesus pintada na parede norte da igreja, juntamente com enfeites vermelhos e verdes.

Mosteiro de Kizlar, foto HistoriacomGosto


IV. - Referências



Wikipedia - Open Air Museum - Goreme



Notas de Viagem - Historia com Gosto



Fotos: HistoriacomGosto, Wikimedia Commons, Shutterstock









3 comentários:

  1. Lugares muito especiais. Não cheguei a conhecer todos estes, mas visitei outros igualmente incríveis! Vale muito a viagem! Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo incentivo. Você pode ter acesso ao blog diretamente pelo historiacomgosto.blogspot.com.br como pela nossa página no Facebook, "HistoriacomGosto". Comente com a gente os lugares que você esteve que talvez nós tenhamos alguns posts sobre eles.

      Excluir