quarta-feira, 10 de agosto de 2011

História da Capadócia

1. - Localização


A Capadócia é uma região histórica da Turquia que fica na Anatólia Central, em uma área que era cruzamento de rotas comerciais entre a região oriental e as cidades litorâneas de Izmir, Pamukale e Éfesos. Essa rota, desde os tempos antigos, foi utilizada pelos mercadores para comercializar produtos e especiarias do oriente e em seguida revender para a Europa. O porto utilizado era o de Èfesos e através do Mar Egeu e  Mar Mediterrâneo as mercadorias seguiam para a Grécia, Itália, ...,. Outra rota possível era atravessar o Bósforo e, adentrando pela Bulgária, chegar a Romênia, Austria e Alemanha.

2.- Situação Geológica


A Capadócia situa-se no encontro de duas placas tectônicas  onde, no passado, entre 30 e 60 milhões de anos, formou-se uma série de vulcões que provocaram uma enxurrada de cinzas e lava por toda a região. Com o passar do tempo, a influência dos ventos e rios provocou uma erosão nas pedras, deixando exposta toda uma série de formações geológicas diferenciadas. Vendo que essas pedras tinham fácil manuseio, o homem passou a escavá-las e a construir moradias nas próprias pedras.





chamines de fada - historia capadocia turquia
formações rochosas - chaminés de fada

Há cerca de 60 milhões de anos formou-se a cordilheira de Tauro, na Anatólia meridional, dando origem às numerosas elevações e depressões da Anatólia central. O nome Capadócia hoje é usado tanto para designar uma área de 15.000 km2 na Anatólia central quanto uma região mais restrita de cerca de 300 km2 incluindo as cidades de Urgup, Nevsehir e Goreme.

rochas vermelhas - capadocia turquia
rochas vermelhas-capadocia
vale de Goreme - Capadocia turquia
vale de Goreme-Capadócia


As atividades vulcânicas na Capadócia se iniciaram por volta de 10 milhões de anos atrás e os principais vulcões foram o Argeu (Erciyes) e o Hasan. Eles são fruto da colisão da pesada Placa da Arábia com a leve Placa da Anatólia. A colisão empurrou magma para a superfície, criando uma pressão elevadíssima que resultou na erupção do Ercyes, Hasan e outros. Calcula-se que só o Ercyes gerou depósitos que cobriram 10.000 km2 com uma espessura entre 100 e 500 metros. (Fonte Wikipedia). A maior parte do material expelido era cinza que se solidificou num material de fácil erosão chamado tufa.



vulcao Ercyes - Capadocia Turquia
Vista do vulcão Ercyes
vulcao Ercyes - capadocia
Vista do vulcão Ercyes


Chaminés de fadas


As tufas em muitos lugares eram cobertas por camadas de rocha vulcânica dura chamada rocha basáltica. Como essa rocha é mais resistente ao efeito abrasivo, o desgaste diferenciado cria as  chamadas chaminés de fadas. Com a continuação da erosão os pedestais dos blocos basálticos acabam por colapsar.


chamines de fada - capadocia turquia
chaminés de fadas
pedra em equilibrio - capadocia
pedra em equilibrio

Cidades Subterrâneas


cidade subterranea de Derinkuyu - capadocia
cidade de Derinkuyu
Já foram identificadas cerca de 36 cidades subterrâneas na Capadócia e acredita-se que ainda possam existir mais. Uma das mais conhecidas é a de "Derinkuyu" localizada cerca de 29 km de Nevsehir,a capital. Acredita-se que os Hititas, os Romanos, os Bizantinos e até os Proto-Hititas viveram nessa cidade. Derinkuyu tem cerca de 18 a 20 níveis (andares) subterrâneos  e um complexo sistema de túneis e dutos de circulação de ar foram construídos para permitir a sua habitação. Mesmo no verão, onde a temperatura externa é de cerca de 39 graus C, a temperatura interna se mantém em torno de 14 a 15 graus C nos andares superiores, e pode chegar até a 08 graus C nos níveis mais baixo. Estima-se que cerca de 10.000 habitantes em média viviam em Derinkuyu.





3. - Povos, Reinados e domínio da Região



- Proto-Hititas, Hititas, Assírios, Frígios e Persas (XL ac - III ac)

Estima-se que a habitação da Capadócia tenha se iniciado por volta de 8.000 a.C.. Foram encontrados vestígios de ocupação datando de 7.000 a.C. porém de origem desconhecida. Uma das civilizações mais antigas que se tem registro foi a dos Hititas em 3.000 ac. Em épocas posteriores alguns dos povos dominantes foram, os Hititas e Assírios (2.000 a.C. a 800 a.C.), os Frígios (800 a.C. a 700 a.C.) e em seguida os Persas (500 a.C.).


- Povos Helênicos e Império Romano (IV ac - IV dc)

Em 330 a.C. foi a vez de Alexandre, o Grande, conquistar a Capadócia. O reinado de Alexandre foi breve e foi seguido pelos Seleucidas que se mantiveram até o século II a.C..


Os romanos desde o século V a.C. estavam bem estabelecidos na Itália. A sua expansão para o leste se iniciou a partir do século II a.C. Apesar de dominadores, com as novas conquistas, os romanos passaram também a sofrer forte influencia da civilização grega, notadamente nas artes e cultura . Em duas guerras conhecidas como Guerras Macedônias, Roma assumiu o controle de importantes cidades-estados no interior da Anatólia.


Em 324 d.C. Constantino unificou o império que havia sido dividido por Diocleciano em 284 d.C.. Em 330 d.C., a capital do império foi transferida para Constatinopla, cidade recém fundada às margens do estreito do Bósforo. O sucessor de Constantino foi Teodósio, cuja morte foi seguida por uma nova divisão do império romano no início do século V.


- Império Bizantino (IV a X)

O chamado império romano do Oriente passou a ser conhecido também como Império Bizantino. Apesar do cristianismo ter se propagado bastante na região desde o século I, foi com o império Bizantino que ele teve o seu apogeu. O fator preponderante foi a conversão de Constantino I que publicou  o édito de tolerância religiosa em 311 d.C..


Obs 1: Na divisão do império, a  Grécia era parte integrante do império do oriente, o que explica a grande presença grega na região. No ocidente inclusive era conhecido como império dos gregos.
Obs 2: Foi no século VII que surgiu na Arábia a nova religião do Islã.


- Sultanato Seljúcida (X a XII)

As tribos nômades da Ásia Central, conhecidas como turcomanos, começaram a invadir a Anatólia no século X. Um dos ramos, chamados seljúcidas, acabou por dominar a região e tornar-se líder de grande parte do mundo mulçumano entre os séculos XI e XII.


- Tribos Mongóis (XIII)

No século XIII, a região foi dominada por tribos mongóis que governaram a anatólia até 1335, quando tribos turcomanas rebeldes retomaram o poder. Um dos grupos vencedores fundou a dinastia otomana criando um dos maiores impérios até então conhecido


- Império Otomano (XIII a XX)

O império Otomano durou até I guerra mundial quando o império lutou ao lado da Alemanha e do imperio Austro-Hungáro.

Obs 1: Os Seljúcidas e os Otomanos foram ambos originários das tribos turcomanas.
Obs 2: Em 1829 os gregos conseguiram a independencia do império Otomano.



- República Turca (XX ...)



Logo após aderrota na I Guerra Mundial, várias cidades turcas foram ocupadas pelo exercito grego. Foi então que, grupos nacionalista se revoltaram e, posteriormente com a liderança do oficial Mustafá Kemal, se uniram proclamando a constituição da república turca. O tratado de Laussane reconheceu os limites e a existencia oficial da republica turca em 1923.

Obs: Em 1925, como parte do acordo de paz apoiando a estrutura de um estado turco unido, a Turquia e a Grécia concordaram em permutar suas populações. Cerca de 1,25 milhão de gregos voltaram a grécia e cerca de 450 mil mulçumanos foram repatriados para a Turquia. Essa movimentação quase que acabou com a presença de católicos no país.



4. Habitação pelos Cristãos


A região da Capadócia foi muito importante na propagação do Cristianismo. A sua proximidade com as sete igrejas da Ásia menor, entre elas as de Èfeso, Esmirna e Tiatira foi um fator facilitador.  Na região pregaram os apóstolos Paulo, João Evangelista e André, o primeiro a ser chamado por Jesus.


No desenvolvimento do Cristianismo na região, muita importância foi dada na construção de igrejas e mosteiros. Uma grande influencia foi exercida por Gregório de Naziansus, Gregório de Nyssa e São Basílio,  três dos teólogos mais importantes da época e todos nativos da região.




casa na pedra - capadocia
casa  na pedra
No período de perseguição dos romanos, as características  da região, com as moradias esculpidas nas pedras, oferecia as melhores condições de esconderijo e vida discreta. Essas moradias dificultavam o acesso para os agressores, e criava as melhores condições de fuga, em caso de ataques surpresa.

Um exemplo de igreja esculpida na rocha é a Kadir Domus Church em Goreme. Observe-se que todas as colunas e arcos são esculpidas diretamente na rocha. Nesse processo era criado um acesso ao topo, e as escavações se iniciavam de cima para baixo, evitando a queda dos entulhos sobre eles.

igreja esculpida na pedra - capadocia
igreja esculpida na pedra



Obs: Esses locais, por abrigarem pessoas, em escavações feitas diretamente na rocha, são também chamadas  casas/igrejas "trogloditas".



Museu A Céu Aberto de Goreme


Ao lado vemos o Mosteiro de Kizlar em Goreme, onde monges viviam e trabalhavam na rocha perfurada, Nessa região fica o Museu a Céu Aberto de Goreme, com cerca de 30 igrejas. A maioria das igrejas desse vale são do século IX. A UNESCO declarou em 1985  o vale de Goreme como Patrimônio da Humanidade.














Após um período de relativa calmaria até o século VI, a partir do século VII, a região enfrenta um novo período de turbulencia. Se de um lado começa a ser frequente os ataques de tribos árabes, seguidores da nova religião do Islã, também internamente o culto aos santos católicos começa a ser intensamente questionado.



Período Iconoclasta


Desde o início do século VIII a corrente Iconoclasta na Igreja repudiava as imagens de figuras sagradas para evitar a idolatria. No ano de 726, Leão III adere a essa corrente e baixa uma norma proibindo o culto aos santos. A partir desse período uma grande quantidade de igrejas e obras de arte da Capadócia são seriamente danificadas ou destruídas. Esse período durou até o ano de 843 quando a Imperatriz Teodora liberou as representações de imagens. A partir daí novas igrejas foram construidas nos vales de Goreme, Lhasa e Songali.


igrejas na pedra - capadocia igreja na pedra - capadocia



 



Soganli - (Originalmente Sonakalndi = "deixa por último")


Igreja do Domo - vale de Songali
Igreja do Domo
De acordo com a tradição popular essa área foi a última a ser invadida pelos árabes e conta-se que o líder do grupo invasor, ordenou para os guerreiros:  "deixa essa área por último". Cada tropa então repetia a mesma ordem. Com isso, Soganli foi uma das últimas regiões conquistadas.



Igreja do Domo no vale de Soganli

Essa igreja é bem interessante de se ver pois é  uma das poucas igrejas da região construida em dois níves.


Curiosidade: Casas de Pombos

Era uma prática antiga dos habitantes da região cavar buracos na pedra  e pintar ao seu redor de branco para que os pombos fossem lá fazer sua morada. Eles cavavam também passagens para de tempos em tempo coletarem os dejetos dos pombos com a finalidade de fertilizar o solo. Um exemplo dessa prática pode ser visto no Vale de Soganli.

vale dos pombos - capadocia
Casas de  Pombos

5. Culto a São Jorge




5.1 - Vida de São Jorge


De acordo com a tradição, Sâo Jorge viveu na Capadócia do fim do terceiro século ao começo do quarto. Ele viveu  no período de perseguição aos Cristãos. Conta-se que seu pai faleceu quando ele era ainda garoto e sua mãe levou-o para morar na Palestina onde ela tinha família. Como ele era um jovem ativo, seguindo as tradições da época,  ingressou no exército romano. Devido ás suas habilidades logo se distinguiu subindo vários postos na hierarquia, e foi levado para a corte romana. Após a morte da sua mãe e vendo a perseguição imposta aos cristãos, Jorge sensibilizou-se e vendeu todas as suas posses, distribuindo o arrecadado entre o pobres. O imperador romano da época, Diocleciano, intensificou uma sangrenta perseguição aos cristãos e, intimou todos os seus altos oficiais a se empenharem para a eliminação da fé cristã. Todos aderiram, exceto Jorge que questionou os motivos do Imperador. Quando interpelado, ele explicou que fazia aquilo em nome da verdade única e, passou a dar testemunho da fé cristã e da santidade de Jesus. São Jorge foi pressionado a revogar a sua posição e, com a sua recusa, ele foi levado a presença do Imperador. Diocleciano vendo que ele estava irredutível, ordenou uma sequência de torturas contra São Jorge. Após cada uma delas ele era questionado, mas sempre permanecia firme em sua fé. Por último, ele foi enviado para a estátua de Apolo para oferecer sacrifício e  caso não  o fizesse, seria morto. Como São Jorge tinha tido uma visão na noite anterior que aquele dia seria de glória, ele não teve medo. Após orar ao Senhor, ele pediu que a estátua fosse destruida para a crença de todos no poder de seu Deus. A estátua então se despedaçou aos seus pés e o imperador furioso mandou matá-lo. A sua bravura em se manter firme na fé  serviu de forte inspiração para os cristãos da época.



Sao Jorge da Capadocia Sao Jorge da Capadocia Sao Jorge da Capadocia
          Meados de 1170

                                                Século 14                                                 Início Século 15



Obs: Ícones representando a imagem de Cristo ou santos, são considerados sagrados e venerados na igreja ortodoxa. Eles são pintados em madeira ou feito em mosaicos. Os ícones de São Jorge acima fazem parte da coleção da Galeria de Ícones da Universidade do Estado de Novgorad na Russia


5.2 Milagres e Lendas - São Jorge e o Dragão


Vários milagres e outro tanto de lendas foram criados em torno de São Jorge, sendo a  mais famosa, a que relata a sua luta contra o dragão, conforme uma das versões relatadas abaixo.

No período em que São Jorge lutava pelo exercito romano, esteve de passagem pela cidade de Alaya, que era governada pelo rei Selvios que odiava os cristãos. Próximo a cidade, havia um dragão que ninguém conseguia combater  e,  tendo uma fome intensa, necessitava de ser alimentado por duas ovelhas diariamente. Entretanto, quando se acabaram os animais, a única solução para a população foi entregar, cada família, uma criança para ser devorada. Essa determinação incluia também a própria filha do Rei. Conta-se que quando a jovem de apenas quatorze anos estava sendo levada para ser devorada encontrou com São Jorge que questionou o motivo daquele alvoroço. Ao saber da verdade,  São Jorge afirmou que, se ela acreditasse no seu Deus, ele mataria o dragão e afastaria aquela ameaça de toda a cidade. A jovem confessou a sua fé no Deus de Jorge e ele entrou então em fervorosa oração. Quando o dragão chegou ao local onde estava a princesa, eis que São Jorge fez o sinal da cruz e pediu a Deus que derrubasse o dragão para que toda a cidade acreditasse em seu poder. O dragão caiu, São Jorge o matou com a espada e, em seguida, pediu a princesa que amarrasse o pescoço do dragão com o seu cinto. Então os dois arrastaram a fera morta para  a cidade causando um estupor geral. Jorge exortou a todos a se converterem ao cristianismo e somente ali, 45.000 pessoas foram batizadas.



5.3 - São Jorge no mundo


A fé em São Jorge foi se espalhando e em torno do século V já existiam mais de 50 igrejas na Ásia dedicada ao santo da Capadócia. São Jorge é padroeiro de vários países e cidades, destacando-se  o seu patronato da Inglaterra, Portugal, Catalunha e cidade de Moscou. Além disso ele é também padroeiro dos escoteiros, de vários exercitos e inclusive de times de futebol.



5.4 - São Jorge no Brasil


No Brasil, a devoção a São Jorge iniciou-se desde a época da colonização e o seu  culto foi  trazido de Portugal onde ele era muito popular. 


No esporte brasileiro temos a presença de São Jorge como padroeiro do Sport Club Corinthians.


São Jorge também foi homenageado com uma música, composta por Jorge Ben Jor, chamada "Jorge da Capadócia". No final desse blog anexamos um vídeo dessa composição, em interpretação da cantora Fernanda Abreu. 





6. - Dias Atuais - Cristianismo / Turismo na Capadócia e Culto a São Jorge


Cristianismo na Capadócia


Hoje a Capadócia faz parte da Turquia, um país onde mais de 90% da população é adepta do islamismo. A igreja católica tem dificuldades em se estabelecer na prática, pois, para ter o culto ou um templo onde possam fazer as suas orações, é preciso ter autorização do Estado. Com as várias repressões ao longo do tempo o cristianismo foi diminuindo até praticamente ser apenas histórico. Menos de 1% da população hoje é cristã.

Rezemos pela Igreja da Capadócia.

Turismo na região


Apesar de tudo, o governo turco vendo o potencial turístico da Capadócia e contando com incentivo da ONU, tem investido na preservação das relíquias históricas e pouco a pouco tornando mais flexível a prática do Cristianismo. Estima-se que anualmente mais de 1 milhão de pessoas visitam a região da Capadócia. 
Principais atrativos da região:

- Museu ao Céu Aberto de Goreme
- Formações rochosas, Chaminés de Fadalis, Vale rosado
- Igrejas e casas nas pedras
- Cidades subterrâneas
- Confecção de tapetes em Avanos
- Confecção de cerâmica e trabalho em pedras ônix
- Vale de Soganli  
- Passeio de balão



voo de balao - vale de Goreme - Capadocia
Vôo de Balão no vale de Goreme - Capadocia













A região da Capadócia tem uma das melhores condições ambientais do mundo para a prática de vôos com Balões. Esses passeios demoram cerca de uma hora, iniciando-se entre 5:00 hrs e 6:00 hrs. Em um dia típico, nesse horário, cerca de 50 balões sobrevoam o vale rochoso de Goreme.



Culto Atual a São Jorge 



Embora muitos considerem que sua história não passe de um mito e outros até mesmo acreditem que o santo tenha sido cassado pela Igreja Católica, o martírio de São Jorge e o seu culto continuam sendo reconhecidos pelo catolicismo. A lenda do guerreiro que matou o dragão havia sido rejeitada no século 5 por um concílio, mas persistiu e ganhou enorme popularidade no tempo das Cruzadas. "A imagem atual é fruto de uma lenda. Isso não quer dizer, no entanto, que esse santo não existiu e que o martírio dele não foi significativo", diz o monsenhor Arnaldo Beltrami, vigário episcopal de comunicação da Arquidiocese de São Paulo. No dia 9 de maio de 1969, a observância do Dia de São Jorge tornou-se opcional, com a reforma do calendário litúrgico, realizada pelo papa Paulo VI. A reforma retirou do calendário litúrgico as comemorações dos santos dos quais não havia documentação histórica, mas apenas relatos tradicionais. Daí ter-se falado, naquele tempo, em "cassação de santos". Mas o fato da celebração do Dia de São Jorge tornar-se opcional não significa o não reconhecimento do santo.

São Jorge continua sendo um santo muito venerado na igreja ortodoxa como um grande martir cristão.



7. - Informações Úteis

a) Quando ir:


A Capadócia é visitada o ano inteiro e sua paisagem muda um pouco de acordo com a estação do ano. Apesar de no inverno nevar, com temperaturas abaixo de zero grau, no verão o sol é bastante forte e as temperaturas passam de  34 graus, podendo chegar ocasionalmente até 40 graus. Dessa forma, se puder escolher, os períodos com temperatura mais amenas são justamente a primavera e o outono. De qualquer forma, não se esqueça, qualquer época vale a pena. Visitei a Capadócia em julho e foi maravilhoso.


Inverno: dezembro a fevereiro
Primavera: março a maio
Verão: junho a agosto
Outono: setembro a novembro


b) Como chegar:


A maneira mais prática de ir a Capadócia é tomar um avião em Istambul com destino a Nevsehir (capital da capadócia) ou Kaiseri (cidade mais comercial). O voo tem duração de 1 hora e 20 min e custa cerca de R$ 250,00, ida e volta, comprado direto coma Turkish Airlines. Comprando com antecedência, podem haver promoções com descontos de até 40%. O site da empresa é:  http://www.turkishairlines.com



c) Onde ficar:


Os lugares mais utilizados para servir de base para explorar a região são Goreme, Uchisar e Urgup. Todas elas são pequenos vilarejos, distantes cerca de 10 km uma da outra e em torno da região central que é o vale de Goreme. Todas elas tem muitos hotéis e pensões tradicionais, escavados nas pedras e bastante charmosos, sendo até difícil a escolha de um.  Particularmente recomendo ficar no  vale de Goreme pois tem-se a facilidade de ir a pé para visitar o museu a céu aberto de Goreme, patrimônio cultural da humanidade, e  que é um  passeio imperdível.


Para mais informações de hotéis consulte o www.tripadvisor.com.


d) Roteiros sugeridos


1) Chaminés de Fadas; Visita geral na região  incluindo: Love valley, chaminés de fadas, caravançarai, fabricas de tapetes, Urgup e Uchisar. Toma o dia inteiro e pode ser feito de carro alugado. Com um guia local em seu carro fornecendo todas as explicações, paguei 100 euros para três pessoas e recomendo a sua utilização pela riqueza de informações.


2) Passeio de Balão: o passeio de balão é um sonho para todos que vêem as imagens de balões sobrevoando a capadócia. Existem cerca de vinte empresas que fazem o voo  e eles saem em torno de 05 horas do hotel, iniciando o voo ao amanhecer e tem duração de cerca de 01 hora.

3) Museu ao Céu aberto de Goreme: feito a pé, são várias igrejas escavadas nas pedras na região central de Goreme e não precisa de guia. Não faça o passeio de camelo que é uma volta de 3 min e custa muito caro. A visita a essa área pode ser feita no mesmo dia após o retorno do passeio de balões.


4. - Cidades Subterrãneas (Derinkuyu) e vale de Lhasa

Visita a cidades subterrãneas de Derinkuyu, caminhada no vale de Lhasa. passeio de 01 dia e tem que ser feito de carro pois fica a cerca de 100 km de Goreme. Recomenda-se contratar com uma companhia local que faz o passeio em grupos.

5. - Mustafapasa e Songali 

Visita ao vale de Songali vendo o vale dos pombos, magnificas igrejas esculpidas nas pedras, vista geral das formações das placas da Anatólia Central com a vista do vulcão Ercyes e passando por Mustafapasa para ver a herança grega na região.


Ao todo são quatro dias para se ter uma boa visão da região. Pode-se conhecer também entre 02 e 03 dias, deixando a visita de Mustafapasa,  mas menos que isso é perder uma oportunidade única de conhecer os vestígios dos mais belos capítulos da história da humanidade.

8. - Referências:


1. - Capadócia "Cradle of History" - Omer Demir
2. - Guia Folha de São Paulo - Turquia
3. - Wikipedia - artigos "Capadócia" e "São Jorge da Capadócia"
5. - Música de Jorge Ben Jor - Jorge da Capadócia

Link da música: Jorge de Capadócia com Fernanda Abreu. Clique para ouvir.




9. - Veja Também


        Istambul / Turquia - Cidade Mágica 

        Home - Lista de todos os blogs publicados 

2 comentários:

  1. Nossa simplesmente fantástico! Bom demais história

    ResponderExcluir
  2. Capadocia es uno de los lugares más fascinantes del planeta.las vistas del globo aerostático son imágenes que quedan grabadas en el alma y el corazón

    ResponderExcluir