quarta-feira, 12 de julho de 2017

A arte de Paul Gauguin

I. - Paul Gauguin



Eugène-Henri-Paul Gauguin foi um pintor francês cujo trabalho junto com Van Gogh e Paul Cézanne se caracterizou como pós-impressionismo. Gauguin nasceu em Paris, 7 de junho de 1848 e faleceu nas Ilhas Marquesas em 8 de maio de 1903.



Apesar de ter nascido em Paris, Gauguin se mudou com três anos para Lima, Peru, onde viveu até os sete anos em Lima. Seu Pai era um jornalista republicano e sua mãe, Aline Chazal, era descendente de espanhóis proprietários de terras  na América do Sul. 

Com a chegada de Napoleão III ao poder e com medo da perseguição, a família embarcou em 1851 com destino ao Peru onde seu pai pretendia trabalhar. Entretanto, durante a terrível viagem de navio, o pai teve complicações de saúde e faleceu. Assim, o futuro pintor desembarcou em Lima apenas com sua mãe e irmã.


Quando voltou para seu país natal, em 1855, Gauguin estudou em Orléans e, aos 17 anos, ingressou na marinha mercante e correu o mundo. Trabalhou em seguida numa corretora de valores parisiense e, em 1873, casou-se com a dinamarquesa Mette Sophie Gad, com quem teve cinco filhos.



II. - Vida Adulta e início de carreira



autoretrato, 1875 a 1877
Aos 25 anos, após a quebra da Bolsa de Paris, tomou a decisão mais importante de sua vida: dedicar-se totalmente à pintura. Começou, assim, uma vida de viagens e boemia, que resultou numa produção artística singular e determinante das vanguardas do século XX. Ao contrário de muitos pintores, não se incorporou ao movimento impressionista da época. Expôs pela primeira vez em 1876. Mas não seria uma vida fácil, tendo atravessado dificuldades econômicas, problemas conjugais, privações e doenças.

Foi então para Copenhagen, onde acabou ocorrendo o rompimento de seu casamento.





III. - Camile Pissarro e os impressionistas (1884 - 1886)




De janeiro a novembro de 1884, mudou-se para Rouen , onde Camille Pissarro , que o havia guiado na sua abordagem ao Impressionismo , também vivia. Durante esses 10 meses em Rouen, ele produziu cerca de quarenta pinturas, principalmente vistas sobre a cidade e seus arredores. 

Isso não era o suficiente para viver, e ele se mudou com sua esposa e filhos para casa dos parentes dela em Copenhagen. A convivência  com os sogros não funcionou. Seu negócio não foi bem. Ele retornou a Paris em 1885 para pintar em tempo integral, deixando sua esposa e filhos da Dinamarca e sem  meios de lhes sustentar sentia-se dilacerado por isso. Ele participou  entre 1879-1886,  das últimos cinco exposições do Grupo de impressionistas. 


As lavadeiras em Pont Aven, 1886, Musée d'Orsay, Paris


 IV. - O cloisonnisme / simbolismo /sintetismo - Pont Aven (1886)




Em 1886 , a conselho de Armand Marie Felix Jobbé Duval , Gauguin fez sua primeira estada em Pont-Aven , na Bretanha, onde se encontrou com Émile Bernard, defensor do Cloisonnisme. De volta a Paris, ele conheceu pela primeira vez Vincent van Gogh , em novembro do mesmo ano.



Em abril de 1887 , ele partiu com o pintor Charles Laval para o Panamá , onde eles foram trabalhar na perfuração do canal . Eles enfrentaram condições de vida particularmente difíceis e decidiram sair, uma vez que tinham dinheiro suficiente para ir a Martinica, lugar que Gauguin tinha descoberto quando ele era um marinheiro.


Ele permaneceu na  Martinica em condições precárias de junho a outubro 1887, em Anse Turim Carbet, a  dois quilómetros de São Pedro. Lá, existe hoje, um museu   dedicado a Gauguin. Excitado pela luz e pelas paisagens, pintou doze pinturas durante sua estadia. Teve uma filha natural.




As ceifeiras, Emile Bernard, 1888, Met New York
Cloisonnisme

O cloisonnisme é um estilo da pintura pós-impressionista caracterizado por cores lisas delimitadas por contornos escuros. O termo foi utilizado pelo crítico Édouard Dujardin por ocasião do Salão dos Independentes em Março de 1888. Os artistas Émile Bernard, Louis Anquetin, Paul Gauguin, Paul Sérusier, e outros, começaram a pintar com este estilo no final do século XIX. O nome remete para a técnica de cloisonné, onde arames (cloisons ou "compartimentos") são soldados ao corpo da peça, enchidos com pó de vidro e, em seguida, colocados no meio de chamas a altas temperaturas, numa técnica semelhante ao do vitral. Muitos daqueles pintores descrevem os seus trabalhos como sintetismo, um movimento com algumas semelhanças.



IV. - O episódio de Arles (1888)


Gauguin reuniu-se a Vincent van Gogh , que o havia convidado  para vir para Arles , no sul da França, em 1888 , graças ao irmão deste, Theodorus van Gogh (negociante de arte).


autoretrato "Os Miseráveis", 1888, Museu Van Gogh, Amsterdã



Gauguin que estava na Bretanha e se julgava um bandido em uma sociedade que o impedia de renovar o impressionismo, pintou um autoretrato com Émile Bernard ao fundo e que ele intitulou de "Os Miseráveis". Antes de se reunir a Van Gogh ele enviou esse quadro de presente para o pintor, onde escreveu "Então, aqui vai a minha imagem pessoal, mas  também um retrato de todos nós, pobres vítimas dessa sociedade , de quem nos vingamos fazendo o bem". 

Reunidos por um interesse comum na cor, os dois pintores entraram em conflito pessoal e artístico. Van Gogh não gostou quando Gauguin pintou o quadro "Van Gogh pintando girassóis" o qual ele vê e exclama, "Este sou eu, mas louco". A coabitação deteriorou-se e terminou no famoso episódio da orelha cortada de Van Gogh, 23 de dezembro de 1888.



V. - O Sintetismo em Pont-Aven (1888 - 1890)



De retorno à França, ele vive em Paris, antes de partir, no começo de 1888, para a Bretanha, onde ele é o centro de um grupo de pintores experimentais conhecidos como a escola de Pont-Aven. Em uma carta de 1888 escrita à Emile Schuffenecker, Paul Gauguin exprime seu credo que será o cerne das crenças artísticas que se seguirão.


"Um conselho, não copie muito da natureza, a arte é uma abstração, pegue da natureza, sonhando antes e pensando mais na criação do que no resultado.  Esta é a única maneira de subir a Deus, fazendo como nosso Mestre Divino, criando."


Sob a influência do pintor Émile Bernard , seu estilo evolui, torna-se mais natural e sintético. Ele encontra inspiração na arte exótica, vitrais medievais e gravuras japonesas. Naquele ano ele pintou A Visão depois do Sermão, que irá influenciar Pablo Picasso , Henri Matisse e Edvard Munch.



A escola de Pont-Aven



Os trabalhos são caracterizados pelo uso marcante de cores puras e uma temática simbolista : o uso livre  da cor (pode pintar a grama de vermelha se quiser), o que se aplica em grandes manchas e cores especiais. Eles usam cloisonnism. O resultado é geralmente uma obra de arte altamente decorativa. Existe uma vontade de sintetizar as formas: síntese entre o estilo impressionista e simbolista , por isso podem ser considerados simbolistas, pelo seu espírito.


Paul Gauguin acabou se tornando um dos expoentes da escola de Pont-Aven e reunindo vários artistas em torno dele. Ele ficou nessa região no períodos 1886, 1888 -1890, e 1894.


La ronde de las petites bretones ( a dança das pequenas bretãs), 1888, National Gallery, Washington DC

V. - Vida na Polinésia (1891 - 1902)


Em 1891, arruinado, Gauguin mora uns tempos em Paris e depois inspirado pela obra de Jacques-Antoine Moerenhout, ele embarca para a Polinésia graças a uma venda de suas obras que tinha recebido dois artigos entusiasmados de Octave Mirbeau.

Ele se instalou no Tahiti onde ele esperava poder fugir da civilização ocidental e tudo que seria artificial e convencional. Ele passa toda a sua vida em regiões tropicais, primeiro Tahiti e depois a ilha de Hiva Oa no arquipelago de Marquises. Ela volta a cidade somente uma vez.

As características essenciais de sua pintura (que são a utilização de grandes superfícies de cores vivas) não mudam muito. Ele presta atenção especial na expressividade das cores, a procura das perspectiva correta e a ultilização de formas sólidas e volumosas. Ele faz também algumas esculturas em madeira, mas sobretudo pinta seus mais belos quadros nessa fase.


Duas Mulheres do Tahiti


"Como combinar forma sólida e padrão plano ?" - isso parece o problema que os pós-impressionistas costumavam se colocar. Nestas pinturas, Gauguin, que freqüentemente usa a composição do friso fluente para esse mesmo fim, juntou a solidez e a superfície por outros meios. 



A visão de cima encurta as figuras e elimina o horizonte, trazendo assim o plano de fundo. As próprias figuras, perto dos olhos, criam um padrão de formas curvas que contrasta com as linhas retas e simples da costa além. Sendo tão perto, preenchendo tanto da área, ambos estão na superfície e em profundidade, ambos planos e modelados.

A fusão dos dois é especialmente clara na mulher à esquerda, cujo perfil e braço fazem um contorno vertical contínuo, pois a perna e a saia estendidas fazem uma horizontal, ambas também funcionando como diagonais recuadas, enquanto ao mesmo tempo o pé equilibra a Mão próxima no canto. Assim, as grandes áreas de cores, unidas por grandes contornos que, por sobreposição, criam um padrão abstrato, também são usados ​​para modelar e dar peso aos corpos pesados." (www.gauguin.org)



Mulheres do Tahiti, 1892, Galeria Neue Mester, Dresden

Em 1891 Gauguin pintou "Duas mulheres do Tahiti na praia" que está no Museu d'Orsay. Um pouco depois, em 1892 ele pintou um segundo quadro "Duas mulheres do Tahiti", trocando apenas a figura da moça da direita. Esse quadro está exposto em Dresden.



Vahine no te tiare (La femme a la fleur), 1891,
 Ny Carlsberg Glipotek
Nafea faa ipoipo (Quando te casarás?), 1892
KurnsterMuseum, Basel

When will you marry (Quando te casarás) ?


O terreno da frente e do meio estão construídos em áreas de verde, amarelo e azul. Uma moça tradicionalmente vestida tem estabelecido o limite entre a parte da frente e de trás. A flor branca atrás de sua orelha esqueda indica que ela procura um marido. Atrás dela, uma segunda figura está vestida em estilo ocidental cobrindo até o pescoço representando uma ameaça ou aviso. 



A historiadora de arte Nancy Mowll Mathews escreveu que Gauguin "retratava os nativos [tahitianos] como vivendo apenas para cantar e fazer amor. Foi assim que ganhou dinheiro com  seus amigos e aumentou o interesse do público em sua aventura. Mas, é claro, ele sabia que na verdade, o Tahiti era uma ilha  com uma comunidade internacional, ocidentalizada "


 Obs: Em fevereiro de 2015, a pintura Nafea Faa Ipoipo, que pertencia ao colecionador suíço Rudolf Stechelin, foi adquirida pela Autoridade de Museus do Qatar por 300 milhões de dólares estadunidenses (263 milhões de euros), e converteu-se assim na obra de arte mais cara da história.


Why are you Hungry ?


"A estrutura e o ritmo de composição das pinturas de Gauguin tendem em duas direções. Por um lado, ele emprega a curva de fluido, reforçando as linhas de figuras dobradas com áreas de fundo com contornos contínuos semelhantes; Por outro lado, ele usa uma forma semelhante a um friso construída em torno de horizontes rítmicos e verticais. 

Nesta imagem estão as verticais repetidas das casas, das árvores e das figuras, Dando origem a linhas tão relacionadas que levam o olho através da tela, dando-lhe amplitude . E também estão as horizontais que começam na parte inferior direita e retém  a distância. Os pés, o olhar, toda a pose da figura do primeiro plano, os remendos verdes na terra vermelha, a superfície amarela da parede da casa e a casa menor à distância, estabelecem planos a intervalos que medem um espaço profundo.

Ao contrário de muitas pinturas de Gauguin, onde o espaço é negado, ou apenas sugerido, essa imagem, com seu contraste de sólido e vazio, a apresentação consciente de um continuo espacial que liga e separa os elementos dentro dele, é uma concepção clássica de que ambos Paul Cezanne e Seurat teriam entendido"



Why are you angry ?,  1892, Art Institute of Chicago


VI. - Últimos tempos de Gauguin - Ilha de Iva Oa, Marquises


Durante a sua vida, Gauguin admirou Degas, ele escreveu em janeiro e fevereiro de 1903 (apenas alguns meses após a execução desta imagem). 

Nesse mesmo manuscrito, Gauguin também escreveu: "Estude a silhueta de cada objeto, a distinção do esboço é o atributo da mão que não está enfraquecida por qualquer hesitação da vontade". Foi, de fato, por tal incisividade de visão (bem como de sagacidade e vontade tão própria) que ele admirava Degas. 

Esta imagem, pintada naquela margem de Atuana, que ele podia ver de sua última casa nativa, parece criada a partir de uma reminiscência das pinturas de Degas e exemplifica o poder que Gauguin, manteve até o fim. Pois, embora sua configuração seja tão diferente das elegantes cenas de Degas da trilha de"Longchamps", seu espaço, o isolamento das figuras, a sua clareza de contorno que faz de cada cavalo uma forma fechada e a sensação de intervalo rítmico, tudo é semelhante. 



"Eu desejei estabelecer o direito de ousar qualquer coisa ..."."O público não me deve nada, uma vez que minha conquista na pintura é apenas relativamente boa, mas os pintores - que hoje lucram com essa liberdade - eles me devem algo".



Cavaleiros na praia, 1902, Starvros Niarchos Collection, Greece


"Gauguin morreu em 08 de maio de 1903, em sua residência. Ele tinha dado a seu lar o nome de “Casa de Contentamento” e mandara entalhar acima da porta as frases: “Seja misterioso” e “Ame e será feliz”. Era o seu adeus ao mundo." (valiteratura.blogspot.com)



VI - A influência na pintura de Gauguin e os desenvolvimentos a partir dela.


Quando Paul Gauguin encontrou Emile Bernard em Pont-Aven pela primeira vez, ele já tinha 42 anos e Bernard somente 18 anos. Bernard já tinha criado a técnica nova: le cloisonisme. Os pintores da academia Julian (Denis, Serusier, Scuffenecker, Laval) se insipiraram ainda no grupo dos Nabis.


Emile Bernard é visto como o fundador da escola de Pont-Aven. Gauguin conservou antes de sua partida para o Tahiti uma relação amigável com ele e sua irmã Madeleine. 



Gauguin seguiu as experiências de Emile sobre a cor e a função da luz e da sombra. O conjunto de sua obra influenciou a evolução da pintura da época, notadamente o fauvismo do século XX.




VI. -  Referências


www.wikipedia.fr - Paul Gaugin

www.wikipedia.en - list of works of Paul Gauguin 


www.pauguaguin.org

www.valiteratura.blogspot.com

http://www.paul-gauguin.net/

Nenhum comentário:

Postar um comentário