quinta-feira, 13 de abril de 2017

Quaresma VII - Cerimônia do "Lava pés" (pintura de Bernhard Strigel)

I - A Santa Ceia e a Cerimônia do Lava-Pés



A pintura de Cristo Lavando os Pés dos Discípulos, de Bernhard Strigel, ilumina para nós a cena da Última Ceia. Encontramo-nos com Cristo e os apóstolos reunidos em torno de uma mesa preparada para a refeição da Páscoa - o cordeiro assado e as ervas amargas espalhadas sobre a mesa nos dizem que estão comemorando a festa memorial descrita na leitura do Êxodo. 

O quarto é pequeno, criando uma sensação de intimidade entre o grupo. Todos se agrupam  bem em torno da mesa. Pedaços de pão, pratos pequenos, facas e o cálice são espalhados sobre a mesa, dizendo-nos que nesse lugar houve uma refeição. As migalhas nos mostram o toque humano, sinais claros de seu engajamento e participação.

Levando o tema do engajamento a um nível mais profundo, em primeiro plano encontramos Cristo no ato de lavar os pés de Pedro. Da mesa suja e pós-refeição, Cristo nos convida a outra reflexão - os pés empoeirados e desgastados de Pedro, os dedos dos pés que ele hesitantemente aponta de debaixo de sua roupa. Expressando profundo amor, serviço e comunhão íntima, Cristo se aproxima para lavar os pés, chocando e humilhando Pedro, que terá que aprender a lição que seu Mestre acaba de ensinar para ele. 



Os pés são a nossa parte mais humilde, mais próxima do solo, em constante contato com nossa total humildade de ser poeira. Enquanto Pedro parcialmente cobre seus pés, o pé de Cristo está totalmente exposto, mostrando seu abraço de humildade e sua determinação no caminho para a cruz. Na parte de trás da cena, João, o Discípulo Amado, hesitantemente oferece seu próprio pé, quase tocando a mão estendida do Cristo, sinalizando sua lealdade e confiança no Senhor.


Cristo lavando os pés dos discípulos, Bernhard Strigel

Strigel era mais famoso como pintor de retratos, e as expressões que ele capta em Cristo, Pedro, João e Judas contam a história sem palavras. Strigel também usa a linguagem simbólica para reforçar o significado: facas apontam para o cálice sobre a mesa e Judas, que está à esquerda, em amarelo, segura um cálice que sinaliza o sofrimento que está por vir, evocando o cálice de salvação e sacrifício. 

Outros vasos também trazem significado: a bacia sob o pé de Pedro é como uma grande patena, e como a travessa sob o cordeiro, reforça a idéia de sacrifício como essencial ao ato eucarístico. Nesta Quinta-feira Santa, nossas experiências de adoração também estão repletas de símbolos de amor íntimo, humildade, serviço de auto-entrega e sacrifício. Como eles falam com você hoje?




Comentário é de Daniella Zsupan-Jerome, professora assistente de liturgia, catequese e evangelização na Universidade Loyola de Nova Orleans.


II. - Bernhard Strigel


Bernhard Strigel (nascido em 1461 e falecido em 4 de maio de 1528) foi um retratista alemão e um pintor histórico da escola de Swabian , o mais importante de uma família dos artistas estabelecidos em Memmingen . Ele nasceu em Memmingen e provavelmente estudou em Ulm. Ele ficou sob a proteção do imperador Maximiliano I , em cujo serviço ele repetidamente viajou para Augsburg , Innsbruck e Viena .



Suas pinturas religiosas, que incluem quatro asas de altar com cenas da "Vida da Virgem", na Galeria de Berlim , e 10 pinturas que ilustram a "Genealogia de Cristo", no Museu Germânico de Nuremberg , são historicamente interessantes, mas de menor Valor artístico que seus retratos, que, embora detalhados, são habilmente manipulados e de cor luminosa.

Exemplos notáveis ​​são os de Conrad Rehlinger , senhor de Hainhofen (1517), Alte Pinakothek , Munique ; "Conselheiro Cuspinian e Família", (1520), Museu de Berlim; "Conde João de Montfort", em Donaueschingen ; "Uma senhora desconhecida ", Metropolitan Museum , Nova Iorque ; E retratos do imperador Maximilian nas galerias de Strassburg , de Munich, e de Viena.


Texto da Wikipedia.


III. - Reflexão da Santa Ceia - Papa Francisco


Missa da Ceia do Senhor no Centro “Santa Maria da Providência”, 17/04/2014


Na sua breve homilia, antes do rito do Lava-pés, o Santo Padre recordou que aquilo que Jesus fez na última Ceia foi um gesto de entrega. ”É como a herança que nos deixa”, afirmou. “Ele que é Deus se fez servo, servidor nosso. E esta é a herança: também vós deveis ser servidores uns dos outros. E Ele fez este caminho por amor: também vocês deveis amar-vos e serdes servidores no amor:

“E faz este gesto de lavar os pés, que é um gesto simbólico. O faziam os escravos, os servos aos comensais, às pessoas que vinham para a refeição, porque naquele tempo as estradas eram todas de terra e quando entravam em uma casa era necessário lavar-se os pés”.


“E Jesus faz este gesto - disse o Santo Padre - um trabalho, um serviço de escravo, de servo”, e acrescentou:
“Nós devemos ser servidores uns dos outros. E por isto a Igreja, no dia de hoje, em que se comemora a Última Ceia, quando Jesus instituiu a Eucaristia, também faz, na cerimônia, este gesto de lavar os pés, que nos recorda que nós devemos ser servos uns dos outros. Agora eu farei este gesto, mas todos nós, no nosso coração, pensemos nos outros e pensemos no amor que Jesus nos disse que devemos ter pelos outros, e pensemos também como podemos servi-los melhor, as outras pessoas. Porque isto Jesus quis de nós”.




IV. - Referências


Papa Francisco: http://www.news.va/pt/news/papa-na-missa-da-ceia-do-senhor-servir-uns-aos-out

Loyola Press:
Reflexão Loyola Press
http://www.loyolapress.com/our-catholic-faith/liturgical-year/lent/arts-and-faith-for-lent/cycle-a

Bernhard Strigel: www.wikipedia.com



V- Série "Quaresma"


Quaresma I - Fé e Arte

Quaresma II - A Transfiguração de Rafael Sanzio

Quaresma III - A Samaritana

Quaresma IV - Cristo cura o cego de nascença (El Greco)

Quaresma V - Ressurreição de Lázaro por Janos Vaszary

Quaresma VI - Domingo de Ramos, pintura de Giotto di Bondone

Quaresma VII - Cerimônia do Lava Pés (pintura de Bernhard Strigel)
http://historiacomgosto.blogspot.com.br/2017/04/quaresma-vii-cerimonia-do-lava-pes.html

Quaresma VIII - Cristo e o bom ladrão

Quaresma IX - Sábado santo, "Da descida da Cruz ao Triunfo"

Quaresma X - Domingo de Páscoa, "A Ressurreição de Jesus Cristo", Piero della Francesca



Nenhum comentário:

Postar um comentário