quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Igrejas Neoclássicas

I - Igrejas Neoclássicas

A Arquitetura neoclássica foi produto da reação anti-barroco e anti-rococó, levada a cabo pelos novos artistas-intelectuais do século XVIII. Os Arquitetos foram formados no clima cultural do racionalismo iluminista e educados no entusiasmo crescente pela Civilização Clássica, cada vez mais conhecida e estudada devido aos progressos da Arqueologia e da História.

Algumas características da arquitetura neo-clássica
- Uso de cúpulas
- pórticos colunados
- frontões triangulares.

I.1. – Catedral de Santo Isaac – São Petersburgo

Considerada a maior Igreja da Rússia e construída ao longo de 40 anos (1818 a 1858), a Catedral de Santo Isaac é uma Igreja Ortodoxa em São Petersburgo e uma das maiores igrejas com cúpula central no mundo. Essa Igreja atual, construída de acordo com o projeto de Auguste Montferrand escolhido pelo Czar Alexandre I, foi a quarta igreja construída no local. O domo principal da Igreja mede 101 metros de altura e é banhado com ouro puro. A Basílica de São Pedro em Roma tem o domo mais alto (136,57m de altura e 41,47m de diâmetro).

Catedral de Santo Isaac, foto de História com Gosto

Santo Isaac era o santo de devoção do imperador Pedro O Grande pois os dois tinham a mesma data de nascimento.
No período do comunismo a Igreja foi transformada em museu do ateísmo e da história religiosa. Hoje ela oferece serviços religiosos em algumas capelas, mas continua como museu da história religiosa.
É uma igreja lindamente decorada.

Interior da Catedral de Santo Isaac
Cúpula da Catedral de Santo Isaac, foto de HistoriacomGosto



I.2. – Catedral Evangélica Luterana de Helsinque

A Catedral de Helsinque é atualmente uma Igreja Evangélica Luterana situada na praça do senado, centro de Helsinque, capital da Finlandia. Foi originalmente construída entre 1830 e 1852, no estilo neoclássico, como tributo ao Czar Nicolau I da Rússia, tendo sido conhecida como igreja de São Nicolau até à independência da Finlândia em 1917.

A catedral se constitui em um local de destaque da cidade ostentando uma grande cúpula verde rodeada por quatro cúpulas menores.

Catedral Luterana de Helsinque, foto de HistoriacomGosto


Apesar de ser um dos lugares mais visitados da cidade, a igreja funciona regularmente com todos os serviços litúrgicos.

interior da Catedral, foto HistoriacomGosto
interior da Catedral



I.3. – Igreja de Santa Genoveva em París – Transformada em Panteão.

Encomendado pelo rei Luís XV, como tributo à Santa Genoveva, padroeira de Paris, após recuperar-se de uma grave doença, as obras se iniciaram em 1764 e somente foram concluídas em 1790. Devido à revolução francesa iniciada em 1789, a igreja foi transformada em um Panteão Nacional. Após várias idas e vindas (Igreja x Panteão), em 1885 ela foi definitivamente transformada em Panteão, lugar de homenagear os grandes nomes da nação francesa. Hoje estão lá sepultados cerca de 70 personagens consideradas de grande relevância à história francesa. Alguns desses personagens são: Voltaire, Rousseau, Victor Hugo, Marat, Emile Zola, Louis Braille, Marie Curie e Peter Curie.

Interior do Panteão de Paris, foto de Brian Kinney

Panteão de Paris, foto de @JonRob em Fotolia.com
interior do Panteão, foto de @Petair em Fotolia.com


I.4 - Igreja de São Pedro e São Paulo em Londres


A Catedral de São Paulo, (em inglês St Paul's Cathedral) é uma catedral anglicana em Ludgate Hill, na cidade de Londres, na Inglaterra. É a sede do Bispo de Londres.

O edifício actual, foi um projeto a cargo do arquitecto Christopher Wren, data do século XVII e é geralmente considerado como a quinta reconstrução da Catedral de São Paulo. A catedral é atualmente um dos sítios de maior visitação na cidade de Londres. Foi também nesta catedral que Charles, Príncipe de Gales, casou-se com Lady Diana Spencer, em 1981.

A cúpula da catedral é a segunda maior do mundo (só sendo ultrapassada pela Basílica de São Pedro) e dela se tem uma visão ampla de Londres.



Catedral de São Paulo, foto de IR Stone em Shutterstock.com



Incidentes:


A Catedral de São Paulo sobreviveu às  blitz de 10 de outubro de 1940 e de 17 de abril de 1941. Em 12 de setembro de 1940, uma bomba-relógio foi descoberta e removida da catedral. A bomba tinha poder de fogo o suficiente para destruir completamente a catedral e deixar uma cratera de 100 pés de profundidade no local.

A catedral correu perigo novamente em dezembro de 1940, quando foi encontrada uma bomba alojada na concha de chumbo do domo e foi removida com sucesso e a bomba veio a se incendiar fora da catedral.

Interior da Catedral de São Paulo, foto de Diliff / wikimedia commons
cúpula da catedral foto de Luciano Mortula



I.5 - Igreja da Candelária - Rio de Janeiro


A Igreja de Nossa Senhora da Candelária localizada no Centro da cidade do Rio de Janeiro é um dos principais monumentos religiosos da cidade, tradicional palco de casamentos da sociedade carioca.

A igreja teve seu nome associado a dois eventos marcantes da segunda metade do século XX: o Comício da Candelária no movimento das Diretas Já e a Chacina da Candelária um massacre de moradores de rua ocorrido nas proximidades da igreja na madrugada de 23 de julho de 1993 e que teve repercussão internacional.

Já no século XXI, a Igreja fica marcada por receber uma das duas piras olímpicas da Rio 2016.


Igreja da Candelária, foto de Donata Dabravolskas em wikimedia commons


A Igreja da Candelária é uma das principais obras artísticas do século XIX brasileiro, pela qualidade dos nomes envolvidos, pela arquitetura neoclássica e pela decoração interna exuberante, em estilo misto neoclássico e eclético.


Interior da Igreja da Candelária, foto de Fulviusbsas em wikimedia commons


A isso, se soma a bela fachada, obra-prima do século XVIII, que demonstra uma grande harmonia no contraste entre os trechos pintados de branco e o granito escuro carioca, além dos diferentes perfis de janelas, as duas torres e o frontão clássico. Segundo o historiador Nireu Cavalcanti, "Até porque atravessou tantos anos, a igreja tem elementos de vários estilos, como o barroco e o art-nouveau, mas quando você entra lá nada parece estar em conflito. É uma das mais belas igrejas do Rio.


II - Referências


Wikipedia: textos sobre Catedral Santo Isaac / Luterana de Helsinki / São Paulo em Londres / Panteão de Paris / Candelária, Rio

Fotos: História com Gosto, Fotolia e Shutterstock.









Nenhum comentário:

Postar um comentário