quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Os Vitrais mais bonitos do Mundo I

I - Vitral


O vitral originou-se no Oriente por volta do século X e XI. Tendo florescido na Europa durante a Idade Média, os vitrais foram amplamente utilizados na ornamentação de igrejas e catedrais, uma vez que o efeito da luz do sol que por eles penetravam, conferia uma maior imponência e espiritualidade ao ambiente, efeito reforçado pelas imagens retratadas, em sua maioria cenas religiosas. Adicionalmente, serviam como recurso didático para a instrução do catolicismo a uma população majoritariamente iletrada. (Texto: wikipedia)


II - Catedral de Notre Dame, Paris



A Catedral de Notre-Dame de Paris é uma das mais antigas catedrais francesas em estilo gótico. A sua construção foi iniciada no ano de 1163, e é dedicada a Maria, Mãe de Jesus Cristo. Ela se situa  na praça Paris, na pequena ilha Île de la Cité em Paris, França, rodeada pelas águas do Rio Sena.


- O estilo gótico


A catedral surge intimamente ligada à ideia do gótico no seu esplendor, com uma nova abordagem da catedral como edifício de contacto e ascensão espiritual e também para satisfazer as necessidades e aspirações da alta sociedade.

Na arquitetura o Gótico vai possibilitar uma ampliação na altura das construções através de uma série de inovações técnicas, em particular o uso sistemático do arco ogival, do contraforte e do arcobotante, que aliviaram o peso das paredes e coberturas e permitiram ao mesmo tempo ampliar as aberturas e dar maior leveza visual aos interiores. 

Nas artes visuais, por influência clássica, busca-se sempre um maior naturalismo, graça e elegância, e aprimorando-se a representação do espaço para criar uma ilusão de tridimensionalidade. É o período em que se popularizam a pintura a óleo e a técnica do vitral, e se retoma a tradição da pintura de paisagem, praticamente abandonada desde a Antiguidade Clássica.

- Os vitrais de Notre Dame - A rosácea lado Norte


Um destaque entre os maravilhosos vitrais de Notre Dame é sem sombra de dúvida a sua rosácea  que fica do lado Norte. Ela se localiza no centro da fachada, próximo a galeria da Virgem, medindo 9,60 m de diâmetro e foi criada em 1225.

No centro da rosácea está a Virgem com o Menino Jesus, circundada por 8 lunações com flores de lis. Na primeira circunferência de elementos, circundando o centro aparece uma faixa vermelha com formas florais, e mais externamente os 16 profetas. Na segunda circunferência de elementos,  aparecem externamente  32 reis e antepassados de Cristo. 

Na última circunferência envoltos  32 patriarcas e grão-sacerdotes de Israel coroam o conjunto. Todos os elementos que circundam o centro estão envoltos por arabescos geométricos. Cerca de 85% do vitral é original.









II - Catedral de São Vito - Praga




A Catedral de São Vito é uma das principais construções da cidade de Praga e a maior igreja da República Checa.

Situada no Castelo de Praga e estando construída juntamente com o castelo, a construção da catedral no seu atual estilo gótico foi iniciada em 1344 e finalizou-se, depois de uma interrupção das obras no século XV, só em 1929. 

Os Vitrais da Catedral

Ao  longo do tempo a catedral foi incorporando  no seu interior  elementos medievais, góticos e modernos. Um dos seus vitrais mais famosos tem um estilo ligeiramente diferente dos demais: Ele foi pintado pelo artista Alfons Mucha, um dos maiores nomes da Art Nouveau, que estava no auge de sua carreira na época em que a catedral estava sendo concluída 


Vitral tradicional 



Vitral de Alfons Mucha


III - Templo Expiatório da Sagrada Família - Barcelona



O Templo Expiatório da Sagrada Família, em Barcelona, foi desenhado pelo arquiteto catalão Antoni Gaudí, e considerado por muitos críticos como a sua obra-prima e expoente da arquitetura modernista catalã. 


Financiado unicamente por contribuições privadas  o projeto foi iniciado em 1882  e assumido por Gaudí em 1883, quando tinha 31 anos de idade, dedicando-lhe os seus últimos 40 anos de vida. 

O Projeto inicial era neogótico mas Gaudí o  modificou para seguir seu estilo naturalista, orgânico, adaptando as formas da natureza aos elementos da arquitetura.

A construção foi suspensa em 1936 devido à Guerra Civil Espanhola e a conclusão é estimada para 2026, centenário da morte de Gaudí.


Vitrais


Os belíssimos vitrais com um colorido em harmonia com a arquitetura, são resultado do trabalho do artista catalão Joan Vila-Grau






IV - La Saint Chapelle - Paris



A Sainte-Chapelle é uma capela gótica situada na Île de la Cité em Paris, construída no século XIII por Luís IX (São Luís). Foi projetada em 1241, iniciada em 1246 e concluída muito rapidamente, sendo consagrada em Abril de 1248. 


O seu patrono foi o devoto rei francês Luís IX, que a construiu para servir de capela do palácio real. O restante do palácio desapareceu completamente, sendo substituído pelo atual Palácio da Justiça. Depois de terminada, a Sainte-Chapelle carecia de santificação pela presença de relíquias apropriadas e, assim, obteve-se a coroa de espinhos de Cristo, obtidas do imperador latino de Constantinopla, Balduíno II, pela exorbitante soma de 135.000 libras. Para ter uma ideia de relatividade, a construção de toda a capela custou 45.000 libras. Essa relíquia hoje está conservada na Catedral de Notre Dame.


Os Vitrais


Os aspectos mais belos e notáveis da construção, considerados os melhores do seu género em todo o mundo, são os seus vitrais emoldurados por um delicado trabalho em pedra, com rosáceas acrescentadas à capela superior no século XV. 

Não existe nenhuma menção directa ao arquitecto, mas o nome de Pierre de Montreuil, que reconstruiu a abside da Basílica de Saint-Denis e completou a fachada de Catedral de Notre Dame, é por vezes associado ao projecto. 








Durante a Revolução Francesa a capela foi transformada em escritório administrativo e os vitrais foram tapados com enormes armários. A sua beleza oculta foi assim inadvertidamente preservada do vandalismo que sofreu em outras partes. No século XIX Viollet-le-Duc restaurou a Sainte-Chapelle, e o pináculo actual é obra sua. (Wikipedia)



VI - Catedral de Santo Isaac - São Petersburgo





A Catedral de Santo Isaac é a maior e mais sumptuosa catedral ortodoxa de São Petersburgo, Rússia. A catedral, dedicada ao padroeiro de Pedro, o Grande, foi construída entre 1818 e 1858 em estilo predominantemente neoclássico, com a inserção de adornos bizantinos. A partir de 1931 a Catedral foi convertida em um museu. 

Vitral


O que chama a atenção nessa igreja é sua arquitetura, suas dimensões, sua cúpula, e seu interior ricamente decorado com pinturas e ícones. Esse vitral me chamou a atenção por ser único, colocado na área do altar,  e porque me lembra um quadro muito famoso de Piero della Francesca, A Ressurreição. 







VII - Catedral do Rio de Janeiro




A Catedral de São Sebastião do Rio de Janeiro, também conhecida como Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro, foi inaugurada em 1979, substituindo, como catedral da cidade, a Igreja de Nossa Senhora do Carmo. Em estilo moderno, apresenta formato cônico, com 106 metros de diâmetro, 75 metros de altura externa, 64 metros de altura interna e capacidade para 20 000 pessoas em pé. 


Vitrais


A beleza da edificação, de linhas retas e sóbrias, deve-se aos vitrais coloridos rasgados nas paredes até a cúpula. Seu projeto e execução foram coordenados pelo monsenhor Ivo Antônio Calliari (1918 - 2005).





Catedral do Rio de Janeiro, foto mandritoiu em shutterstock.com


VIII - Observação




Considero esses vitrais do post alguns dos mais bonitos do mundo que já tive a oportunidade de conhecer. Entretanto, temos outros espetaculares como os vitrais da catedral de Chartres, ...,. Por isso colocamos o identificador I no post para sinalizar que posteriormente publicaremos a continuação.

Os textos são uma compilação dos artigos da Wikipedia sobre os vários temas. 


IX  - Referências




- Os vitrais em forma de Rosáceas da Catedral de Notre Dame - Maria Antonia Benutti, Andressa Bernardo da Silva


- Cathrédale Notre Dame de Paris - publicação oficial de www.notredamedeparis.fr

- Wikipedia - CAtedral de Notre Dame / Catedral de São Vito / Le Saint Chapelle / Catedral de Santo Isaac / Catedral do Rio de Janeiro.

- http://vontadedeviajar.com/a-catedral-de-sao-vito-em-praga/ : Catedral de São Vito em Praga.

X - Publicações relacionadas

- Os Vitrais mais bonitos do mundo II - http://historiacomgosto.blogspot.com.br/2016/12/os-vitrais-mais-bonitos-do-mundo-ii.html

- Igreja da Sagrada Família, Barcelona:
http://historiacomgosto.blogspot.com.br/2015/10/igreja-da-sagrada-familia-obra-prima-de.html

- História de Praga: 
http://historiacomgosto.blogspot.com.br/2014/12/praga-republica-tcheca-paris-da-europa.html

4 comentários:

  1. O Santuário de Dom Bosco, em Brasília, apesar de moderno, tem vitrais estonteantes!! Caso não conheça, eu recomendo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa lembrança. Já estive lá mas faz muito tempo. Vou incluí-lo nos próximos posts sobre vitrais.

      Excluir
    2. Ben, no segundo post da série "Vitrais" incluí os vitrais do Santuário Dom Bosco, atendendo a sua recomendação e concordamos que eles são maravilhosos. Dê uma olhada em http://historiacomgosto.blogspot.com.br/2016/12/os-vitrais-mais-bonitos-do-mundo-ii.html

      Excluir